Shadowhunters S01E01 – The Mortal Cup | Review

S-TMI 101 capa.png

Adivinha quem acordou as seis da manhã para conferir a estreia de Shadowhunters na Netflix?

Claramente eu e mais um monte de gente. Obviamente foi difícil manter expectativas baixas para essa série, mas confesso que ela cumpriu o esperado sem decepcionar. A Netflix por outro lado…

O título do primeiro episódio foi adicionado como “Cálice Letal”, eu espero que corrijam. Mas as legendas estão ótimas, aos que assim preferem é possível assistir ao episódio dublado.

Neste primeiro episódio vemos Clary descobrir, um pouco, sobre sua visão, em um flashback vemos a jovem Clary brincando no lago, nessa cena eu esperava ver uma fada ou algo assim como no livro, ao invés disso levei um susto quando o monstro do Lago Ness apareceu por ali. Valentim começa a se mover pelo Calice, Jocelyn é sequestrada e Clary chega ao instituto.

Fomos apresentados a outras alterações da série não reveladas anteriormente, Magnus por exemplo é dono da Pandemonium, Dorothea ou Dot, é bem mais jovem que esperávamos e o instituto foi trabalhado de uma maneira bem bacana e modernizada.

Foi divertido de ver Emeraude se encaixando muito bem como Izzy que é ousada e adora abusar disso além de usar o próprio corpo como arma, Emeraude passou bem isso. Alberto nos trás um Simon tão Simon que nem dá para expressar melhor, fiquei encantado; Matthew e Dominic destacaram-se nas cenas de luta. Harry Shun eu preciso de mais tempo para dizer, seria interessante um ator mais velho, mas por motivos de Mallec acho difícil não acabar se encantando por seu Magnus. Não, eu não esqueci da Kat como Clary, apenas tenho um certo receio com a atriz, mas ela até que foi bem.

Caracterização, fotografia, locações e trilha sonora estão muito belas e bem feitas, a única coisa que incomodou um pouco foram os efeitos especiais, não estão em um todo ruins, são bons, mas quando abusam acabam talvez infantilizando a série, talvez dando um tom mais lúdico, é algo a se observar. Tenho de comentar as cenas do portal, tão bem retratados no livro e no filme, aqui vimos um borrão roxo que incomodou bastante.

Eu diria que a Freeform acertou na roupagem da série, e acertou na escolha de elenco, é claro que é possível notar ainda a insegurança dos atores em seus personagens em um momento ou outro, mas isso é algo comum de se esperar de um elenco constituído por rostos novos, vai ser interessante acompanhar o crescimento e vê-los ganhando confiança durante a temporada, que eu espero continue surpreendendo e trazendo alterações apenas positivas na série.


 


 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s